Conheça seu negócio de semijoia a fundo através da Análise Swot

Se você possui um negócio de semijoia e está buscando alternativas para avaliar o seu empreendimento e faze-lo crescer de maneira inteligente, ou deseja avaliar quais sãos suas fraquezas no mercado atual, a análise swot poderá te ajudar nesse processo.

A venda de semijoia pode ser um mercado competitivo, e para isso, é necessária uma análise profunda da empresa para saber quais os pontos positivos e negativos. E a análise SWOT é feita para isso e pode ser a determinante para os próximos passos do seu projeto.

 

Quer entender um pouco mais sobre como aplicar essa ferramenta na sua empresa? A Franco Galvânica explica:

 

O que é Análise SWOT?

A Análise SWOT (ou Matriz SWOT) foi criada na década de 60 na Universidade de Stanford e de lá e serve para analisar todos os pontos fortes e fracos de um negócio.

 

Desde aquela época, vem sendo aplicada em milhares de empresas e pequenos negócios ao redor do mundo. Apesar de parecer algo complexo no início, ela se mostra como algo simples de implementar no seu negócio de semijoia.

 

A sigla SWOT é derivada das letras inicias de cada palavra em inglês dessa matriz. Confira:

  • S: significa força (Strength);
  • W: significa fraqueza (Weakness);
  • O: significa oportunidade (Opportunity);
  • T: significa ameaça (Threat).

No Brasil essa matriz também ficou conhecida como FOFA (Força, Oportunidade, Fraqueza e Ameaça).

 

 

Como funciona a Análise SWOT para o seu negócio de semijoia?

Essa matriz é dividida em duas partes. S e W são direcionadas à parte interna da empresa, enquanto O e T são direcionadas à parte externa da empresa.

Primeiro faça uma planilha dividindo-a em quatro partes e preencha cada uma com uma das letras. Abaixo falaremos de cada uma das letras e como elas devem ser implementadas na sua venda de semijoia.

 

 

S de “força”

Os pontos fortes de sua empresa são aqueles que estão dentro do seu controle, e que trazem vantagens frente as outras empresas do mesmo ramo. Ele representa tudo que você e sua empresa fazem melhor que as outras, são a sua força e isso possibilita o seu crescimento.

Por exemplo: preço mais acessível, forma de pagamento facilitada (parcelamento ou boleto), a qualidade do produto, o prazo para entrega, etc.

Coloque todos os seus pontos fortes na planilha.

Powered by Rock Convert

 

 

W de “fraqueza”

Suas fraquezas são todos aqueles pontos em que a sua empresa “perde” em relação aos concorrentes do mesmo segmento.

Se você tem pouco estoque, ou poucos produtos para trabalhar em pronta entrega, poderemos considerar isso como uma fraqueza. Se você não consegue avaliar quais são os pontos fortes dos seus produtos em relação aos da concorrência, também podemos entender como uma fraqueza.

Outros exemplos são: não ter facilidade nos pagamentos (como não ter uma maquininha de cartão), produtos que apresentam defeitos com frequência, ter um maquinário ultrapassado para a confecção das semijoias, etc.

 

 

O de “oportunidade”

Agora, entramos na parte do ambiente externo. Isso representa tudo o que não está ligado diretamente as competências da empresa.

As oportunidades, como a palavra sugere, relacionada ao que você pode fazer com as oportunidades que estejam ao alcance no momento.

Por exemplo: se um grande evento de semijoias estiver acontecendo em sua região, essa pode ser uma excelente oportunidade para alugar um espaço e aumentar as suas vendas.

 

 

T de “ameaça”

Por fim, as ameaças são todos os fatores externos que podem prejudicar a sua empresa.

Uma concorrente entrando no mercado é uma ameaça. Uma entrega de matéria-prima que atrasa, é outra ameaça que pode impactar diretamente nas suas vendas finais. Por isso, avalie e considere tudo dentro da planilha.

 

 

Conclusão

Agora que você listou tudo, chegou o momento de definir o que você fará para resolver cada uma das “fraquezas” e “ameaças” e como fará para potencializar suas “forças” e “oportunidades”.

Com tudo isso em mãos você terá montado um bom plano de negócios para a venda das suas semijoias.

 

Gostou das dicas sobre Análise SWOT? Então, não esqueça de compartilhar em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *