Descubra como montar um negócio em casa em 5 passos

Muita gente sonha com um emprego perfeito. Idealiza carreira de sucesso, cria expectativas de trabalhar em grandes empresas e deseja salários incríveis. Sabemos, porém, que nem sempre a vida é fácil. O stress trazido na busca por tais ocupações pode acabar com a qualidade de vida de alguém. 

Por esse e muitos outros fatores, montar o próprio negócio é uma alternativa encontrada por muitas pessoas. O processo não é simples, mas também não é tão complicado como se imagina. Contar com um pensamento estratégico e confiança no seu potencial já é um grande início.

Para deixar tudo mais claro para você, elaboramos este texto com 5 passos essenciais para saber como montar um negócio em casa. Confira as dicas abaixo!

1. Escolha o tipo de negócio que você quer montar

O primeiro passo é bastante intuitivo. Você precisa escolher o negócio que quer desenvolver, decidir o que quer vender. Essa decisão passa por muitos fatores, como o orçamento que você tem disponível até os seus desejos e ambições.

Escolher algo que você pode ter prazer em fazer é fundamental. Afinal, a ideia não é apenas descolar uma renda extra, mas sim alcançar uma alternativa para se tornar independente mantendo a qualidade de vida. Após considerar esses fatores, passe para a pesquisa de mercado. 

Para iniciar um empreendimento, você não precisa ter uma ideia genial e inovadora. Não necessariamente. Pode reparar que os líderes de grandes negócios encontraram o sucesso ao aperfeiçoar ideias já existentes. Pré-selecione alguns tipos de negócios e se aprofunde na busca de informações sobre eles.

Para atiçar sua imaginação e, quem sabe, trazer algum insight positivo, vamos listar dois tipos de negócios que você pode iniciar.

Negócio gastronômico 

Se você é daquelas pessoas que amam cozinhar, essa pode ser uma opção maravilhosa. Nada melhor do que combinar seu hobby com seu trabalho, concorda?

Com os preços de restaurantes cada vez mais altos, oferecer serviços de marmita ou buffets pode atrair um bom número de interessados. A propósito, muitos trabalhadores já contratam esse tipo de serviço para aproveitar o horário de almoço de forma mais barata e personalizada. 

Revenda semijoias

A revenda de semijoias é uma atividade de baixo investimento e alta rentabilidade. O mercado está em pleno crescimento, o que significa aumento da concorrência, mas também mais opções de fornecedores e maior visibilidade. 

Se você curte falar sobre moda, melhor ainda. Revendedoras de semijoias precisam estar sempre prontas para falar sobre seus produtos e oferecer dicas valiosas para suas clientes. 

2. Faça um bom planejamento

Nada acontece sem um bom planejamento. Após tomar a decisão de qual mercado você quer entrar e se aprofundar sobre suas características, inicie a montagem de uma estratégia de atuação.

Powered by Rock Convert

O primeiro passo é estabelecer metas. Elas servirão como um norte para você analisar se o seu negócio está no caminho certo. Você pode começar com objetivos mais simples e torná-los mais complexos conforme os resultados forem aparecendo.

Com as metas estabelecidas, é hora de começar a pensar qual o melhor caminho para alcançá-las. Para isso, você precisará ter pleno entendimento de quanto pode gastar, além de decidir questões logísticas, como os canais de venda a serem utilizados. Vamos tratar desses pontos nos próximos itens.

3. Entenda os investimentos necessários

Tentar iniciar um negócio sem antes analisar minunciosamente os investimentos que precisarão ser feitos é como dar um tiro no escuro. Realize pesquisas para descobrir o quanto de capital precisará ser despendido para iniciar as operações. Quanto você vai gastar com material? E com o marketing?

Saber o que te espera dá a possibilidade de se preparar para tal. Assim, poderá ter certeza se consegue ou não se sustentar na fase inicial do empreendimento, que costuma ser o período mais desafiador para um empreendedor. Vale até separar uma quantia para emergências.

Então, nesse passo em direção ao seu próprio negócio, coloque na ponta do lápis todas as despesas inciais que serão necessárias para colocar sua ideia em andamento. Após isso, pergunte-se se você investirá em publicidade digital, precisará contratar um ajudante ou qualquer outro fator que exija dinheiro.

4. Escolha os canais de venda

Certo, você já sabe o que quer vender, já tem um plano de atuação e já está ciente da quantia financeira que precisará ser utilizada. Agora é chegada a hora de decidir um dos principais fatores do marketing mix: a distribuição. 

Não estamos dizendo que um negócio localizado na sua casa vá precisar de uma grande rede de distribuição — ao menos não inicialmente. O fato é que você necessita escolher por onde seus produtos serão vendidos. Você receberá clientes na sua casa ou vai ao encontro deles? Vai utilizar canais digitais?

A boa notícia é que as opções são vastas. Com a tecnologia na ponta do dedo de todo comprador, a internet tornou muito mais fácil vender qualquer tipo de serviço ou produto. Utilizando aplicativos específicos para venda ou até mesmo as redes sociais, você pode atingir o cliente certo e potencializar as suas vendas. 

5. Opte por fornecedores de confiança

Por fim, chega a hora de decidir quem será o fornecedor de sua mercadoria. Qual empresa providenciará sua matéria-prima? Essa decisão é uma das mais importantes na montagem de um negócio próprio, afinal a qualidade de seus fornecedores reflete diretamente na qualidade de seus produtos. 

Um fornecedor de confiança é também aquele que te oferece um atendimento de qualidade e apresenta garantias sólidas. Certifique-se de entender como é feita a política de abastecimento do fornecedor, afinal você não quer se deparar com problemas de falta de estoque. 

Ficou claro como montar um negócio em casa é um cenário perfeitamente possível para você? Seguindo as dicas apresentadas neste texto e encontrando o seu diferencial, são boas as chances de seu negócio decolar e você alcançar a tão sonhada independência financeira. 

E aí? Pronto para iniciar o seu empreendimento de dentro de casa? Mencionamos no texto que a internet pode ser uma aliada nesse processo. Se quiser saber mais sobre como usar a internet para vender joias, continue a leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *